Com 15 oficinas previstas sobre Música e Acessibilidade, Festival Mi divulga nesta quinta-feira (15/7) com as 865 pessoas selecionadas para a formação

Realizado pela Secretaria da Cultura do Ceará (Secult Ceará) e pelo Instituto Dragão do Mar (IDM), a 16ª edição do Mi – Festival Música da Ibiapaba divulga nesta quinta-feira (15/7) o resultado das inscrições realizadas para suas 15 oficinas desta edição virtual com 865 pessoas selecionadas, que puderam escolher até 03 oficinas para participarem.

O resultado pode ser acessado no site www.festivalmi.com.br, bem como nos sites da Secult (www.secult.ce.gov.br) e Editais (www.editais.cultura.ce.gov.br). Em caso de dúvidas, pode-se contatar a Coordenação Pedagógica do evento através do e-mail pedagogicofestivalmi@gmail.com.

O Festival Mi acontecerá entre os dias 25 e 30 de julho com oficinas, shows, palestras, bate-papos e outros formatos de programação no ambiente digital, totalmente gratuito e poderá ser acompanhado através do site www.festivalmi.com.br .

OFICINAS: MÚSICA E ACESSIBILIDADE

Na agenda formativa deste ano, disponibilizou mais de 1.000 vagas em 10 oficinas oferecidas com foco no estudo da Música e 05 oficinas que abordam a Acessibilidade, enquanto caminho democrático e urgente para seguirmos levando a arte e cultura, de fato, a todas e todos. Nomes como o do guitarrista  Nelson Faria, o da primeira mulher a reger bandas sinfônicas no Brasil, Mônica Giardini e do violinista francês radicado no Brasil, Nicolas Krassik são exemplos de professores que entram para a trajetória formativa do Mi. No bloco de oficinas com foco em Acessibilidade, fazem parte do corpo docente a intérprete de LIBRAS paulista, Anne Magalhães, que destacou-se na tradução para LIBRAS de música popular brasileira, hiphop e pop, difundindo nas redes sociais a potência poética e expressiva da Língua Brasileira de Sinais.

As famosas e esperadas oficinas do Mi acontecerão na plataforma Google Meet. A coordenação pedagógica da 16ª edição fica por conta de Heriberto Porto, Arley França e Daina Leyton.

Além das oficinas oferecidas ao longo da programação, 03 oficinas acontecerão na véspera do evento, em caráter especial, de modo a preparar e sensibilizar professores, professoras, profissionais da cultura e pessoas interessadas na acessibilização de conteúdos artísticos. 

É uma forma de contribuir com a questão da acessibilidade cultural nos seus diversos aspectos, proporcionando um fruir artístico mais ampliado para as pessoas com deficiência e isso passa por oferecer oportunidades de qualificação para os profissionais que trabalham no mercado cultural. A música vibra e reverbera em todas as pessoas, sejam cegas, surdas ou com outro tipo de deficiência. Ela é genuinamente democrática. Sendo assim, o Mi segue sua essência de possibilitar, da sua forma, que o público, artistas e profissionais relacionados tenham condições de explorar e levar sua arte, de fato, a todas as pessoas”, aponta Valéria Cordeiro, Coordenadora Geral do Festival Mi e Coordenadora da CODAC/SECULT-CE.  

SERVIÇO

Mi – Festival Música de Ibiapaba

de 25 a 30 de julho

www.festivalmi.com.br

FOTOS PARA USO DA IMPRENSA

https://drive.google.com/drive/u/1/folders/1t4T20cGou8R3ypmmvhn18ZgoqZCDB3Sx

CONTATO PARA IMPRENSA 

Maíra Suspiro – suspirocomunicacao@gmail.com – (85) 98531.7281 (cel/wapp)

Carolina Danziger – caroldanziger@gmail.com – (85) 98722-3056  (cel/wapp)

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support