Linguagens artísticas, pertencimento e culturas surdas

com Coletivo Ramaria (SP) – Amanda Lioli, Amanda Assis e Nayara Rodrigues – 26 a 30 de julho – 14h às 16h

 

Os encontros e ocupações têm o objetivo de fomentar a criatividade e potência artística, poética e rítmica nos participantes trabalhando com as linguagens do teatro, poesia, narração de histórias e interação performática com o público, de maneira bilingue (Português e Libras). Para participar não é preciso ter um conhecimento fluente de Libras, nossos encontros têm o objetivo de despertar a capacidade criativa entre o português e a Libras nos participantes e por isso é aberto a todes.

Público-Alvo: Todas as pessoas.

Sobre Coletivo Ramaria: Era uma vez um coletivo de surdas e ouvintes, que se entendiam nas diversidades, mas se identificavam enquanto mulheres. Assim brota Ramarias, fincando raízes no que nos aproxima e brotando ramas nos conflitos dos diferentes jeitos de ser e de falar. O Ramaria, coletivo de mulheres surdas e ouvintes cujas criações mesclam o teatro, poesia, narração de histórias e interação performática com o público, de maneira bilíngue (Português e Libras), sempre priorizando este último. As histórias e encontros construídos pelo grupo têm o objetivo de criar laços, empoderar ideias e ramificar forças.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support